Apnéia Obstrutiva do Sono

Apnéia Obstrutiva do Sono

A apnéia obstrutiva do sono pode trazer danos na vida social e emocional dos indivíduos devido às insônias.

A apnéia obstrutiva do sono é muito frequente em indivíduos que roncam. Em homens à partir dos 30 anos e em mulheres à partir da menopausa. Ela nada mais é do que a obstrução das vias aéreas por alguns momentos durante a noite. Isso é ocasionado devido a respiração oral e a flacidez dos tecidos da garganta, impedindo assim a respiração por alguns segundos.

Durante o sono, devido o relaxamento muscular à ação da gravidade a língua desliza para trás, ativando os músculos estiloglosso e hioglosso (que são músculos extrínsecos e retratores da língua) juntamente com outras estruturas da garganta, impedindo assim a passagem do ar.

Dentro de fonoaudiologia a área da motricidade oral aperfeiçoa e reabilita os aspectos estruturais e funcionais da região orofacial. Desenvolvendo assim o sistema estomatognático e as funções de sucção, respiração, mastigação, deglutição e fala.

O tratamento fonoaudiológico no caso de apnéias obstrutivas tem obtido resultados muito bons. O tratamento é baseado em orientações, relaxamento da cervical e da musculatura supra hióidea, melhora na aeração nasal, adequação do posicionamento e força lingual, fortalecimento e mobilidade dos músculos do palato mole, aumento da força da musculatura mastigatória e abaixamento do osso hióide.